Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas de um café mal tirado

Crónicas de um café mal tirado

16
Jan17

Pai, obrigada por tudo!

Crónicas de um café mal tirado

algarve-2006_365.jpg

A sua saúde já estava frágil mas nunca estamos preparados para um notícia destas.
Nunca o considerei um herói mas sim o MEU PAI.
Sempre nos ensinou a ser educados e a respeitar toda a gente.Sim tivemos uma educação rígida, mas que nos preparou para as adversidades das vida.Sempre fez questão de sermos pessoas independentes.Sempre nos levou a conhecer Portugal e o mundo porque considerava que isso nos abria os horizontes.
Nunca vou esquecer de quando éramos pequenos que nunca que ia deitar sem espreitar pela porta do quarto de todos nós para ver se estávamos bem.Dos jogos de futebol e das corridas em família ao sábado em que eu me fartava de chorar porque ficava sempre em ultimo lugar porque ninguém esperava por mim(nessa altura ainda era a mais nova).
Nunca vou esquecer a forma altruísta e incansável com que tratou  da mãe e da Noémia nos últimos dias das suas vidas.

Nunca foi um pai sempre presente mas tenho a certeza absoluta de que se precisássemos de alguma coisa  estaria SEMPRE lá!

Do pai herdei o sentido de humor, o gosto pela leitura e esta armadura de ferro que pouca gente desarma.

Sim, o pai a e mãe fizeram um bom trabalho, prova disso é que  eu e os meus irmão, apesar da distância em quilómetros sempre vamos estar unidos e apoiamo-nos uns ao outros, porque a vida já nos pôs à prova várias vezes. 

Carismático, com capacidade de liderança e sempre à frente nas novas tecnologias, para sempre vais ser lembrado por todos nós numa bela jantarada a contar histórias do tempo da tropa.

 

Por tudo isto e muito mais o meu obrigada!

 

21 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

365 Fotos no Intagram

Sigam-me

Crónicas de um café mal tirado's books

Venenos de Deus, Remédios do Diabo
The Girl on the Train


Crónicas de um café mal tirado's favorite books »

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.