Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de um café mal tirado

Crónicas de um café mal tirado

19
Set17

Óleo de Avestruz

Crónicas de um café mal tirado

5804095a36dee90657200cf017ca90e7.jpg

 

Acho que não tenho maturidade para trabalhar nesta loja...por exemplo quando me pedem coisas estranhas/caricatas como óleo de avestruz. ( como os algarvios dizem "Ê ná aguent" )

Quando a senhora fez o pedido a minha primeira reacção foi sorrir mais ou menos discretamente, depois a senhora começou a rir-se sozinha. Acabamos a duas a rir à conta da avestruz 

 

A primeira reacção é: mas de onde é extraído esse óleo? Segundo uma pesquisa básica  descobri que esse óleo é extraído de uma bolsa de gordura localizada na região abdominal da ave.O óleo de avestruz possui propriedades terapêuticas, anti-inflamatórias, cicatrizantes, regeneradoras e hidratantes.

 

14
Set17

Uma vaca louca

Crónicas de um café mal tirado

959C4.jpg

 

Estou  com uma certa dificuldade em manter a seriedade no meu local de trabalho...eu sei que às vezes os exemplos são BASTANTE elucidativos mas não é preciso tanto...

Uma senhora entra na loja e diz: olhe às vezes falham-me as pernas ...parece que vou cair...pareço uma vaca louca... não têm aí nada para isso?

 

 

12
Set17

És de 82?

Crónicas de um café mal tirado

1982-calendar.jpg

 

 

Muitas das vezes,quando falamos da nossa infância/adolescência em comparação com as novas gerações (ui agora senti o peso da idade) a conclusão mais frequente é: nós eramos muito totós e parvos…e mesmo sendo adultos neste momento há coisas que não mudam…

 

Ultimamente ando um bocadinho nostálgica…basta conviver com uma pessoa de 82 (mesmo que só a conheça há alguns meses) que já surge aquela empatia (de 82) inexplicável.

 

A prova de que eramos tão parvos, tão parvos, tão parvos eram as lengalengas que reproduzíamos cheios de orgulho, como se tivéssemos a dizer uma grande coisa…

 

No início de 2016 comecei com esta rubrica que neste momento estou disposta a continuar… que mais não seja para ter ainda mais motivos para rir, só porque sim!

 

11
Set17

Trigo "Saragateno"

Crónicas de um café mal tirado

beneficios-do-trigo-sarraceno_23516_l.jpg

 

 

Aproximo-me de um casal que estava debruçado a tentar encontrar alguns produtos e digo: Boa tarde, posso ajudar?

 

A senhora olha para mim e perguntou:

 

Tem trigo «saragateno»?

 

Eu não posso precisar se foi mesmo o que a senhora disse, só sei que ela patinou para ali de uma maneira que eu tive de controlar a minha vontade de rir, acreditem que tive de ser MESMO muito forte…foi quase uma coisa assim

 

 

 Respirei fundo e perguntei: Trigo sarraceno? Em farinha ou em grão?

 

11
Set17

Está tudo muito brilhante...

Crónicas de um café mal tirado

slider-img1.jpg

 

A adaptar-me a uma nova realidade, depois de grandes mudanças, só agora tenho algum tempo (muito pouco) para organizar algumas ideias e sim, EU SOBREVIVI AO MÊS DE AGOSTO NO ALGARVE, e não foi de férias.

Já o disse aqui que estou a trabalhar numa loja de produtos naturais que abriu há quase três meses. Apesar de ter mudado de ramo de trabalho continuo a lidar com o atendimento ao público ( a minha fonte de inspiração ) e a ter histórias para partilhar aqui.

 

A loja estava a aberta há dois dias e um senhor aproxima-se e pergunta-me:

 

Quando é que abriram?

 

Abrimos ontem 

 

Bem me parecia…está tudo muito branco, muito brilhante, até vocês!!!!

 

E esperemos que assim continue, nós e a loja 

 

09
Set17

Bela procura Monstro

Crónicas de um café mal tirado

A-bela-e-a-fera.jpg

 

Calma isto não é um anuncio ( ainda )

 

Depois de ter visto o filme «A Bela e o Monstro» à relativamente pouco tempo o que eu queria era mesmo encontrar um monstro como aquele. Terminar uma relação longa não é fácil mas temos de olhar para as coisas como uma aprendizagem, por várias vezes vi na prática que a «vida são dois dias» devemos permanecer nas relações até que valha a pena. É importante nunca perder o respeito por nós e pela pessoa que está ao nosso lado. Felizmente consegui fazer isso mas o fim foi inevitável.

Quando voltas  à «vida activa da conquista» há sempre aquelas conversas de mulheres de avaliação dos elementos do sexo oposto, e aqui, até as «casadas/comprometidas» podem entrar (porque olhar não tira pedaço)...

 

Fica aqui o resultado de um estudo super intensivo:

 

Há coisas que são factor de exclusão automático... se me virem com um homem com estas 3 características...salvem-me certamente estou a ser raptada!!!!

 

 1. Usar blusas de alças, com decotes muito prenunciados ou muito justas

super-homem-marinho-9a805cab2f8216815bc99e667afcce

 

 ( tudo junto é uma catástrofe!!) 

 

2. Super Hiper Mega Musculados

 

 

bombado2.jpg

 

 (Parece que a qualquer momento aquilo vai rebentar )

 

3.Pulseiras e fios muito grossos

maxresdefault.jpg

 

 ( ê ná aguent)

 

 

 Depois há aquelas que não são imprescindíveis mas que se poder ser...ajuda  uma pessoa já vai com outra animação...

 

4. Estatura média/alta 

ryan-gosling.jpg

 (Diz que tem 1,83m ...por mim está tudo bem )

 

5. Não fumar

 

homem-fumando-cigarro-tabaco-21-01-06.jpg

 

(Possivelmente há umas décadas atrás era considerado super sexy...a mim nunca me seduziu...)

 

Depois há aquela que são OBRIGATÓRIAS 

 

6.Ter sentido de humor

 

file.jpg 

Se conseguir interagir com a minha mania de fazer piada com tudo...perfeito 

 

7. Ter uma boa conversa

 

o-woman-man-talking-love-facebook1.jpg

Muito,  muito importante...costuma-se dizer :escolhe uma pessoa para ficar ao teu lado com quem gostas de conversar...porque daqui uns anos é a única coisa que vão fazer  

 

8.Ser verdadeiro

 

Fiz um estudo super intensivo com inquéritos a mulheres de várias zonas do país e com idades compreendidas entre os 15 e os 55. Deste estudo conclui que se o homem for alto e tiver sentido de humor tem sucesso garantido 

 

E vocês quais sãos os vossos critérios de exigência? O que não te atrai mesmo nada no sexo oposto? Conta-me tudo não me escondas nada 

 

 

18
Ago17

Nem Todas as Baleias Voam (2016) - Opinião

Crónicas de um café mal tirado

Baleias_Frente.jpg

 

SINOPSE: 
 
Em plena Guerra Fria, a CIA engendrou um plano, baptizado Jazz Ambassadors, para cativar a juventude de Leste para a causa americana. É neste pano de fundo que conhecemos Erik Gould, pianista exímio, apaixonado, capaz de visualizar sons e de pintar retratos nas teclas do piano. A música está-lhe tão entranhada no corpo como o amor pela única mulher da sua vida, que desapareceu de um dia para o outro. Será o filho de ambos, Tristan, cansado de procurar a mãe entre as páginas de um atlas, que encontrará dentro de uma caixa de sapatos um caminho para recuperar a alegria. 

 

Estão a ver os Elders? Aqueles que andam pelas ruas, sempre a tentar mostrar-nos as maravilhas da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.
Eu faço mais ou menos isso...basta a pessoa dizer a "palavra-chave" LIVRO que eu já inconscientemente arranjo forma de sugerir uma leitura obrigatória de pelo menos um livro deste autor. Na minha opinião ou se ama ou se odeia, não há meio-termo!
Tal como li em "A culpa é das estrelas" ... gosto tanto de tudo o que o Afonso escreve (sim já estamos neste nível de intimidade ) que até iria gostar de ler a sua lista de compras  .
Em cada novo livro há a possibilidade de encontrares personagens que te foram apresentados em livros anteriores e que até já criaste uma certa afinidade (já fazem parte da família). Vamos sempre encontrar pormenores com um humor super refinado e há sempre uma personagem com um chapéu cinzento.
Concretamente em relação a este livro...cada livro é mais um capítulo de toda a sua obra. Pelo menos é o que eu sinto depois de já ter lido 5 (Os livros que devoraram o meu pai; Para onde vão os guarda chuvas; Jesus Cristo bebia cerveja; A boneca de Kokoschka e Flores) com este 6.
Não vão com a ideia de encontrar romances cor-de-rosa com finais felizes (se tiverem a sorte de haver final  ) Muito pelo contrário vão encontrar história fortes, cheias de imaginação e de uma riqueza imensa, em que vais queres vivê-las da primeira à última página!

05
Ago17

Viagem ao Fim do Coração (2014) - Opinião

Crónicas de um café mal tirado

capa_Viagem ao fim do coracao_300dpi.jpg

 

Sinopse:


Luísa ainda era uma adolescente. Tiago já era um jovem adulto. Conheceram-se na solidão de uma pequena praia, na margem de um rio. Tinham em comum uma relação familiar traumática. Num caso, o trauma do amor dos pais. No outro, o trauma do ódio dos pais. 
Conheceram-se num dia que pareceu conter uma vida inteira. Mas teriam ficado separados para sempre, se a invisível linha de uma doença que rói o corpo e anuncia a morte não os tivesse voltado a ligar, dezasseis anos depois. 
Luísa e Tiago podem até redescobrir o amor, mas apenas se a silenciosa presença das metástases não se alastrar aos seus corações. 
Viagem ao Fim do Coração é mais do que uma comovente história de amor. É a recriação de um admirável mundo de pais e mães, filhos e irmãos, ódios e amores. Revela os pesadelos de um cancro injusto, mas não abdica do que é humano e essencial, o sonho. 

Num romance toda a nossa vida: como a queremos, como às vezes não a queremos

Há livros que entram na nossa vida em determinada altura como que um sinal...
Um rapaz e uma rapariga conhecem-se e quis o destino que seguissem caminhos diferentes. 16 anos depois reencontram-se e despoltam sentimentos que nem sabiam que existiam.
Para tornar a coisa mais real (sim porque isto estava muito cor de rosa ) aborda temas como violência física e psicologia, alcoolismo, expectativas dos pais em relação aos filhos e a influência da educação na nossa vida e formação na nossa vida. 
Um livro que aborda também um tema muito pesado: cancro. Acho que todos nós já tivemos pessoas na família, mais ou menos próximos, com esta doença e aqui claramente, o dia-a-dia , as frustrações, a esperança face à doença é relatada de uma forma real. Esta história é baseada/inspirada num caso real.
Um livro de leitura muito fácil, apesar de no final começar a "engonhar"...eu só queria saber o que acontece à Luísa!!!!

22
Jul17

Uma rodada de café para toda a gente!

Crónicas de um café mal tirado

mockup 1.jpg

 

O ano de 2016 acabou de uma forma estranha e o ano de 2017 entrou sem sequer pedir licença. Fiz mudanças estruturais na minha vida (resultado disso o completo abandono do blog). As 5 pessoas que o lêem ficaram meio desamparadas eu sei, mas tenho uma boa notícia: voltei e com energia renovada.

 

Inicialmente estava reticente à escolha do nome do blogue, uma vez que isto poderia acontecer…deixar de trabalhar num café. No entanto para mim faz todo o sentido manter o nome uma vez que o conceito continua o mesmo, apesar de não trabalhar num café continuo a fazer atendimento ao público (a espécie humana continua a intrigar-me e a ser alvo da minha análise às vezes acutilante).

 

Consequentemente, o blog vai continuar a trazer a minha perspetiva pessoal de vários assuntos que me fascinam: filmes, livros, fotografia, algumas receitas (fit obviamente) e parvoíces de uma forma geral.

 

Agora como pano de fundo a cidade de Faro que já me conquistou.

 

Vem daí! «Puxa uma cadeira e senta-te no chão!» 

Mais sobre mim

foto do autor

365 Fotos no Intagram

Sigam-me

Crónicas de um café mal tirado's books

Venenos de Deus, Remédios do Diabo
The Girl on the Train


Crónicas de um café mal tirado's favorite books »

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.